O Egito, o Canal de Suez e o impacto nos mercados

O canal de Suez fica em território egípicio, com 190 km de comprimento e entre 280 a 345m de largura, com profundidade de 22,5m. O canal conecta via três lagos naturais, a cidade de Port-Saïd, no mar Mediterrâneo, à cidade de Suez, no Golfo de Suez, no mar Vermelho, ligando, assim, os dois mares. Foi construído entre 1859 e 1869 e permite uma economia enorme no trasnporte entre a Ásia e a Europa, que anteriormente deveria contornar a África para fazer a mesma ligação marítima. O Canal, de propriedade da empresa Suez Canal Authority, representa a terceira fornte de divisas para o país e chega a representar (como passagem de navios de mercadorias) cerca de 14% de todo o comércio mundial.
Qual o risco da atual crise política deflagrada no Egito para a economia internacional? Muito pequeno,no momento. A crise eclodiu em 25 de Janeiro, incentivada pela crise similar para retirada do presidente ocorrida na Tunísia. O temor internacional é que esta mobilização popular interrompa o fluxo de navios petroleiros que utilizam o canal e possam reduzir a oferta do produto nos mercados. Os oficiais da OPEP já anunciaram que aumentarão a produção de petróleo se necessário, trazendo um pouco de tranquilidade aos mercados e reduzindo os preços do barril nos mercados futuros. A população está insatisfeita com a atuação do presidente Hosni Mubarak, que está no poder desde 14 de outubro de 1981.
O Egito detém USD 36bi em reservas internacionais. O PIB em preços correntes é de USD 216 bi e pelo método de paridade do poder de compra atinge o valor de USD 498bi. O PIB per capita em 2010 é de USD 2.700,00. População total de 78.238.000 e uma taxa de desemprego de 9,2%. A moeda egípcia é a Libra e equivale a 3,98 libras egípicias (EGP) por um real brasileiro (BRL). Contra o euro, são 7,95 libras/euro.
Em resumo, é um problema para os mercados financeiros internacionais? De imediato, não. Pode se tornar um problema se o conflito contaminar outros países no curto prazo. Está sim, dando boas oportunidades de investimento. O petróleo, juntamente com todas as outras commodities, notadamente as agrícolas e as metálicas, estão e irão continuar a apresentar bons retornos neste ano de 2011. Para quem não tem exposição de investimentos à commodities, existem excelentes fundos negociados em bolsa (ETF’s) na Europa, Londres, Euronext e Frankfurt.

This entry was posted in Mundo estranho and tagged , , , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s