Descobri o que está errado e porque o capital está saindo daqui…

Em conversa com meu amigo e sócio na maravilhosa França esta manhã, descobrimos o motivo da bolsa andar para trás e da saída de capitais do Brasil, que aliás irá continuar. O corte de R$ 50 bi no orçamento foi apenas um gesto de efeito midiático e que não será suficiente para conter o maior problema do momento, que é a inflação. Desta forma, o crescimento do PIB esperado do Brasil no novo governo, na visão deles, é que será muito inferior aos previstos 5%. Desta forma, eles estão saindo. Então, reitero minha idéia que é melhor permanecer em renda fixa no momento e se possivel hedgear posições de renda variável, com futuros ou opções, ou ambos.

This entry was posted in Mundo estranho and tagged , , . Bookmark the permalink.

6 Responses to Descobri o que está errado e porque o capital está saindo daqui…

  1. Marcos says:

    Ola Ricardo,
    Alguns post atras vc comentou de uma possivel e tendenciosa subida para os 80.000 pontos….
    Considerando o efeito midiativo dos USD50B (também querie te-los na minna conta!!!!! ), acha ainda que isso pode acontecer ?
    A força aparentemente mais gerencial que a Dilma parece impor nao lhe parece que apos esses USD50B podemos observar outras iniciativas para um meljor aproveitamento e “manuseio” do dinheiro publico ?
    abr!

    MS

    • tradingcafe says:

      Oi Marcos, bom, governo é governo. R$ 2,73 trilhões me parece um número gigantesco, um corte de 1,83% (R$ 50bi), é nada. 25% destes recursos o governo pode usar “como quiser”, em obras do PAC ou sabe Deus aonde. Os 80.000 pontos da Bovespa virão este ano, mas depois destas viradas destas duas últimas semanas, meu receio é que o mercado emergente não esteja oferecendo spreads suficientes (relação risco/retorno), para cobrir os retornos que alguns títulos na Europa estão dando. De toda maneira, agora, teremos que ver se o “engate” da terceira marcha virá após abril. Se em maio e junho não estivermos acima de 75.000, teremos que rever as projeções. Ainda estou positivo, mas menos do que estava no início do ano. Este ano está pintando ser o ano da Europa em retornos. abs

      • Thales says:

        Professor – só uma dúvida de leigo.

        Se a política fiscal (corte de $50bi) nao foi o suficiente para conter a saída do investidor, entao suponho que a
        política monetária (aumento SELIC) irá atuar já no póximo COPOM com o aumento da taxa de juros

        Pergunta: dado o racional acima, voce acredita que a renda fixa seja o melhor caminho?

        Abracos e obrigado!

      • tradingcafe says:

        Oi thales, sim, este ano, enquanto a inflação estiver pressionando, o mercado vai observar o mercado de renda fixa com mais carinho e o mercado de renda variável vai sofrer por mais tempo. O corte do orçamento foi para inglês ver, vai ser usado como moeda de troca política e ainda assim, é ínfimo em relação ao total do orçamento (1,83%, somente). O que pegou masi forte foi o alvará que o governo se concedeu de gastar até 25% de BRL 2,73 trilhões “como quiser”. Me parece um exagero, deixar um montante deste tamnaho totalmente em aberto, sem endereço certo, para o governo “gastar” (alegando que empregará em obras do PAC…). O mercado deve andar melhor depois da reunião do COPOM de março, tendo em vista que os números de vendas em dezembro foi muito ruim e tirou um pouco da pressão inflacionária e reduziu a expectativa dos juros por enquanto. Um abraço, amigo.

  2. Juliano - The Apprentice says:

    Consigliere, come stai?
    Passando aqui apenas para dar um abraco e lembrar das nossas conversas! Por aqui mts esperando uma correcao dos mercado no curto prazo mas dispostos a voltar a apostar em credito apos essa correcao. Algumas pessoas apostando na melhora da economia europeia no primeiro trimestre. Um trade que ainda e’ vencedor ‘e apostar nas commodities currencies Exemplo AUD e BRL para tirar proveito do carry trade pela diferenca de tx de juros. Agora que estou acompanhando outros mercados, noto uma mudanca de paradigma quanto ao conceito de risco soberano, onde muitas empresas estao sendo vistas como apostas mais seguras do que o propio pais onde elas estao sediadas. Ex Argentina e Espanha. Obviamente ainda operam com um spread sobre a divida soberana, mas cada vez menor. (isso eh um bom tema para um artigo, nao?) Me mande um email para podermos manter o contato. Um grande abraco!

    • tradingcafe says:

      Grande Juliano, eu estava em NY este fim de semana… e não te vi! Certamente, a percepção externa e profissional de visualização de riscos gira em torno de potencial de repagamento futuro. O comprometimento dos países em geração de riqueza contra nível de dívida interna/externa está muito abalado, começando pelos Estados Unidos… Então, neste quesito, as empresas, que são geridas visando lucro e em geração de valor para o acionista, as empresas representam um risco menor. A diferença básica é que o país não é gerido como uma empresa, com exceção da CHINA… que é uma empresa com 1,4 bilhão de funcionários. A outra diferença é que as dívidas internas dos países em moeda nacional podem ser pagas com impressão de moeda… um problemão! Manda notícias, fratello! abs

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s