Ouro e Euro subindo, G20 e Dominique Strauss-Kahn… E o Garfield…

Segunda-feira de sol, o que é uma benção, é dia de comer lazanha para minimizar a retomada da semana depois de um weekend. O Ouro retoma também sua rota de alta, com investidores se protegendo da pressão inflacionária que assola o planeta e toca a marca dos USD 1,400 por onça-troy com cara que vai passar em breve rumo aos USD 1,500. O Euro, em parte se beneficiando desta saída dos dólares para safe-havens da modernidade. O G20 se reúne e passa os dias discutindo a China, que, não adianta imaginar o contrário, tem uma agenda própria e se move como se não houvesse mais ninguém no planeta. E, podia ser diferente? Eles tem quase 25% da população mundial para lidar, mais de 30% das reservas mundiais de caixa e um governo que gere o país como uma empresa lucrativa… Acho que a balança pende para o lado deles com facilidade e nós temos que nos adaptar a esta realidade das leis econômicas de Adam Smith e a competitividade comparativa. Envoltos nestes dilemas de mudanças de paradoxos, o Diretor Geral do FMI, monsieur Dominique Strauss-Kahn toca na ferida: “Ce que je trouve scandaleux, c’est que les banques aujourd’hui soient revenues à une pratique courante avant la crise, notamment en matière de rémunération et de bonus…”
“J’ai entendu certains responsables politiques dire “plus jamais ça!”” Résultat les bonus sont revenus comme avant”, dénonce-t-il, en estimant que “les modes de rémunération dans le système financier poussent au crime”.
O comentário tecido com precisão se refere aos bônus pagos pelos bancos, que voltaram a ser pagos como antes da crise e que esta prática exagerada incentiva o crime… Pegou pesado? Quem não concorda? A remuneração variável é muito perigosa porque ela de fato leva a uma negligência maior em relação ao risco incorrido em nome de melhores bônus. Sou a favor dos bônus mas com regras claras e como no consumo de alcool, deve ser consumido com moderação. Essa prática reduz o custo fixo da instituição, aumenta o custo variável que é atrelado ao resultado obtido. Resultado obtido por meio das facilidades disponibilizadas pela instituição ao profissional que a exerce e que já recebe um salário para desempenhá-la. Com a chance de ganhar muito mais, corre-se muito mais risco e poderá novamente nos conduzir a uma crise ainda maior que a de 2008. Atenção, as palavras de M. Strauus-Kahn são sábias.

This entry was posted in Mundo estranho and tagged , , , , . Bookmark the permalink.

2 Responses to Ouro e Euro subindo, G20 e Dominique Strauss-Kahn… E o Garfield…

  1. James Hunter says:

    O que aconteceu à idéia de demorar o pagamento de bonus por 3 ou 5 anos, ou seja, até o investimento pode dar certo no longo prazo e não só beneficia dos “fees” que os banqueiros amam tanto? Depois de 2009, nunca ouvi mais disso.

    • tradingcafe says:

      É o velho truque do “povo ter memória curta…” E mais, Jim, once you are on the “right side of the fence…” you most definitely forget such rules really fast… The shareholders, who are really taking all the risk do not get any bonuses…Cheers, mate

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s