O arbusto que esconde a floresta

A natureza humana é muito interessante, temos a tendência de sempre buscarmos nos associar aos grandes. É o sonho de toda empresa, micro, pequena, média e até das grandes. Quem, com o espírito empreendedor natural, ou por forças circunstanciais iniciou um empreendimento sem sonhar em fornecer, serviços ou produtos para uma grande empresa? É um fato que por vezes funciona à excelência mas, na maioria das vezes o sonho pode se tornar um pesadelo. A concentração em poucos ou mesmo, um único cliente grande pode não ser a solução sustentável para qualquer empresa. Os preços são apertados, as exigências de padronização e as quantidades podem tornar a operação pouco lucrativa ou até dar prejuízos grandes, pela quantidade de investimentos, pelas baixas margens operacionais, pelos altos impostos ou até por cancelamentos de pedidos de última hora.

Outro sonho que nem sempre termina bem é o sonho de exportar. Não que seja um sonho no sentido pleno, de ser inatingível, distante ou impraticável. Nada disso. O ponto a ser notado é que nada neste mundo está estático, tudo está em movimento. Desta forma, os conceitos e idéias, práticas e condições pontuais da economia, se alternam e se substituem. Exportar não deve ser um objetivo fixo em si. As empresas objetivam lucros, criam empregos, criam culturas e criam valor e riquezas. Assim sendo, o objetivo da empresa é produzir e vender, o que quer que seja que ela produza e, sobretudo, vender com LUCRO.

Se o ato de exportar for lucrativo, exportamos. Se não for, vendemos dentro do país. O valor do dólar respeita regras e leis de mercado, que por sua vez, são baseadas em forças relativas de oferta e demanda e encontram lastro na própria robustez ou fraqueza de sua economia. O dólar americano representa hoje a fragilidade momentânea da economia americana, está caindo, perdendo valor contra todas as moedas e não somente contra o real. A China apresenta uma vantagem competitiva de custos e agilidade de exportação que compete diretamente com todos os outros países do planeta. Então, com dólar baixo e com sinais que cairá mais, com a China concorrendo centímetro por centímetro em cada produto, o que fazemos? Reclamamos que o dólar está fraco? Iria resolver de fato o dólar a 2,10 ou 2,30?

Não, de fato. Temos que retirar o arbusto de nossa frente para podermos enxergar a floresta de parceiros e oportunidades que existem, na esquina de baixo, na rua de baixo, na cidade ao lado, no estado ao lado ou no estado mais ao sul ou ao norte. Internamente, dentro do Brasil, estamos nivelados. Todos nós temos a mesma base de impostos, a mesma moeda, a mesma potencial mão-de-obra e seus custos. Então, estamos dentro do mesmo patamar e universo de vantagens competitivas e comparativas.

No Brasil e, mesmo na América Latina toda, 99,2% das empresas são micro, pequena e médias. Empregam 72% da mão-de-obra do país e movimentam a economia. Estamos falando de mais de 7 milhões de empresas em nosso horizonte de potenciais parceiros. Muito bem, qual seria a nossa floresta? O Universo de 7 milhões de empresas e potenciais parceiros de negócios. São mais de 7 milhões de empresas micro, pequenas e de médio portes, que representam 99,2% de todas as empresas existentes no país. Se esta floresta ainda não for suficiente, que tal olharmos para nossos vizinhos da América Latina, que nos enxergam como o grande parceiro a ser conquistado, substituindo o sonhado grande parceiro comercial, os Estados Unidos. Podemos olhar para dentro, antes de buscarmos soluções no exterior, este é o equilíbrio e a solução econômica do momento. Quando o mundo voltar ao normal, revisaremos se exportar é o que importa. Nossa economia, nossa lucratividade, nossos empregos, isso é o que importa.

This entry was posted in Mundo estranho and tagged , , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s