As agências de rating trabalham full time para debilitar a Europa

Já passou do limite do “sem graça” o constante ataque das agências de rating contra qualquer coisa da Europa. A mais recente, fresquinha, é um ataque aos bancos. Depois de fazerem de tudo para serem rigorosos na métrica (que parece ser somente aplicável aos países europeus) uma agência americana soltou um relatório dizendo que os bancos irão precisar de USD 355 bilhões no “cenário deles” de stress test… Parece que eles passam o dia todo pensando em algo terrível para anunciar sobre a Europa. Está virando uma obsessão ridícula e mais do que claro que eles passam o tempo todo a analisar somente a Europa, esqueceram de sua função primordial de analisar tudo, de vez em quando até mesmo os bancos americanos e o país deles. Bancos e o próprio país deles, que não passariam em nenhum teste de métricas de análise de risco e stress test se fossem aplicados com o mesmo rigor… ai ai ai… Seria um anúncio bombástico. Eles agora viraram a mira para os bancos, que estão muito bem, por acaso e, com suas ações subindo bastante. A situação dos bancos europeus é ótima, porque eles estão fazendo o trabalho de casa de capitalização e redução de riscos, após a crise de 2008. A situação dos Estados Unidos é grave, com o país perdendo gradativamente sua força e sua importância no contexto de poderio econômico. No curto prazo,os americanos não tem como substituir os produtos importados, as contas macro-econômicas do país estão muito ruins, a impressão de moeda está em níveis alarmantes, os juros estão muito baixos, a dívida do país está exageradamente alta, o sistema financeiro está ainda muito abalado e fraco, a dívida das famílias é altíssima, não tem poupança interna, o desemprego está altíssimo, os imóveis continuam a cair de preço, eles não produzem muita coisa para exportar nem para consumir internamente e o dólar não vale nem a metade do preço em que está sendo negociado hoje. Em resumo, a coisa está feia para eles e tudo o que resta neste momento é falar mal dos outros para tentar desviar a atenção dos investidores, do mundo e da própria população americana para os supostos problemas dos outros. E a Europa é o foco do momento porque está em muito melhor condição econômica que a América e o Euro está gradativamente assumindo a posição do dólar como moeda de reserva. Cuidado, estas coisas criam falsas verdades e o mundo ainda persiste em prestar atenção no que estas “agências de classificação de risco” falam. Não vai durar muito mais para que elas caiam num ridículo tão grande que ninguém mais irá prestar atenção. Podemos começar hoje!

This entry was posted in Mundo estranho and tagged , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s