Um casamento REAL pode ativar a economia de um país?

Sim. De diversas formas e, ainda, se seguido de uma realização de jogos olímpicos, tudo pode ficar ainda melhor. Quantas vezes nós vimos um casamento real “ao vivo” e em cores na nossa existência? O casamento do Shrek com a Fiona, não vale! Exatamente por esta razão, a raridade e o sonho que cada ser humano tem, a beleza e a pompa da festa, a história da Inglaterra, toda a cobertura da mídia, os turistas que virão para assistir a passagem do cortejo para poder contar: eu estava lá na Pall Mall quando a carruagem da rainha, da noiva, do príncipe William… passou… E as canecas com a cara dos dois, e os pubs lotados com um dos dois assuntos em pauta, o casamento do príncipe e a vitória do Manchester United que provavelmente vai para a final do champions league este ano. A Harrod’s vai estar lotada em Knightsbridge e Selfridges vai estar lotada na lotada Oxford Street. A Carnaby Street com suas lojinhas descoladas com a história dos Beatles ainda fresca na memória, Covent Garden com seus Shows ao vivo e seus Pubs lotados, com música ao vivo. É festa e pronto, e, assunto para os ingleses e turistas para durar um bom bocado. Se aqui nós achamos que a festa da Rainha da Bateria do carnaval alavanca a economia e gera dinheiro, imaginesm uma festa da realeza de verdade? A Monarquia tem essas coisas. É um regime arcaico? Pode ser, mas é responsável por 15% do PIB da sexta maior economia do mundo… e olha que isso não é pouco. Todos vão ver a troca da guarda, visitar os castelos e museus e desta vez, uma cerja sobre o bolo: um casamento real ao vivo, com todo mundo famoso desfilando à sua frente nas ruas charmosas e históricas de uma capital de um país fenomenal e rico de histórias que todos gostamos de ouvir… que dirá, de participar. Em resumo, o casamento do príncipe irá ajudar a economia do país e vai já lançar uma boa força para que a economia se fortaleça e siga para o ano que vem, o da olimpíada com força renovada.

This entry was posted in Mundo estranho and tagged . Bookmark the permalink.