Ouro de volta aos USD 1.530… Déficit comercial americano se detiora mais…

Com todas as tentativas de “talk the dollar up” o Ouro, após uma semana de profit taking resume sua trajetória de alta. As bolsas européias estão em alta, puxada por ações de bancos. O euro está patinando um pouco ao redor do 1,43 mas, com o cenário para a Grécia clareando um pouco, é uma questão de tempo para voltarmos a quebrar a resistência de 1,47 rumo aos 1,60. No Brasil, vamos testar a quebra do suporte do R$ 1,60 no pregão de hoje e teremos a bolsa subindo novamente. A Inflação deu uma pequena folga no início da semana, mas já voltou para sua rota de alta, com os juros por aqui puxando para cima novamente. O Futuro do Ibovespa fechou apertado no dia de ontem, com um spread de apenas 0,72% contra o mercado à vista. Deve abrir um pouco hoje. Bolsa para cima, resultados dos bancos bastante forte e temos ainda a China registrando um resultado recorde de USD 11,2 bi de superávit comercial em Abril. Isto deve puxar para cima os preços das siderúrgicas brasileiras, notadamente a Vale.

This entry was posted in Mundo estranho and tagged , , . Bookmark the permalink.

4 Responses to Ouro de volta aos USD 1.530… Déficit comercial americano se detiora mais…

  1. Tulio says:

    Ricardo,

    o que pensas da JBSS3? A empresa não me parece muito sólida, adotou uma política bastante agressiva de aquisições nos últimos anos, mas seu preço parece irrisório e muito tentador…

    • tradingcafe says:

      Oi Tulio, a JBSS3 tem um potencial grande mas eu não estou muito confiante nas estratégias deles e do impacto no fluxo de caixa da empresa. Tem uma coisa que não gosto muito neles que é a percepção de que eles conduzem o business como se fossem um banco de investimento… e não são… me pergunto qual o potencial de ganho para o risco disposto e não me parece tão atraente… apesar de ter apresentado um bom resultado com alta substancial nos lucros. Não sei se é sustentável. abs

    • tradingcafe says:

      Oi Luciano, é uma grande mentira alegar que a alta das commodities advém do aumento do consumo na China, na ìndia, Bangladesh ou Indonésia. Essa é uma história plantada que serve bem para as especulações em produtos financeiros que fornecem alta alavancagem. As commodities são negociadas em bolsas de futuros, onde vc só coloca uma margem colateral e vai em frente. Os americanos, em 2007, não aceitando o predomínio do Brasil no Etanol, incentivou atraves de uma lei de garantia de preço mínimo para o milho, o plantio deste vegetal ppara produzir alcool. Isto gerou um desequilíbrio gigantesco, porque todo agricultor abandonou outras culturas voláteis de preços de mercado para plantar e vender milho com um “put” embutido (garntia de venda no preço do governo). Desta forma, todas as outras commodities agrícolas foram reduzidas na oferta, fazendo os preços dispararem. Nos metais, o medo é contra a imininente quebra dos estados unidos e é usado como proteção de valor. Todas as transações internacionais são em dólar, o dólar não tem fundamento macro-econômico no padrão Purchasing Power Parity para ser cotado onde está. Além disso, a velocidade de aumento da base monetária circulante é gigantesca, reduzindo o valor real de cada dólar existente. Para piorar, a dívida americana explodiu e a taxa de carregamento do dólar é negativa. Assim sendo, todo mundo correu para o ouro, prata e outros metais para preservar valor. Existe sim uma grande bolha nos mercados e é o dólar… Se vc me permite, vou aproveitar para fazer um post disso. abs

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s