Agência de rating Americana vira seus canhões para os bancos franceses…

Até quando o mercado vai prestar atenção nestas empresas que avaliam riscos? É tão evidente o movimento que elas deveriam ser automaticamente desconsideradas e descartadas. É muito pontual o alvo que elas escolhem, e atacam incessantemente ao mesmo tempo em que fica evidente que não há imparcialidade em suas análises e anúncios. O euro é o maior concorrente do dólar, para substituir esta moeda como moeda de reserva internacional. Como os mineiros, eles começaram pelas beiradas este enorme mingau que é a Europa. Os países menores e mais frágeis da periferia mediterrânea da Europa foram os alvos iniciais,como na beirada de um mingau, para agora partir para o centro do prato, atacando os bancos franceses e em breve eles vão buscar a Alemanha também. Os bancos franceses estão sólidos, e bem administrados. Quero dizer, os bancos são formados por profissionais e eu já trabalhei em um destes grandes lá na França e posso garantir que o controle de riscos de posições de mercado são excelentes e sólidos. Quer dizer que mesmo que eles tenham exposição para títulos gregos, as posições devem estar hedgeadas, como em longo bonus e longo cds. Posições grandes a descoberto não são práticas bancárias na França. São práticas dos fundos hedge, dos investidores qualificados e investidores de grande porte pessoas físicas. Para se avaliar o risco específico é necessário olharmos as posições integrais e aí sim, poderemos dizer isso ou aquilo. Basicamente, não procede este anúncio. De toda a maneira, o mercado é teleguiado em alguns pontos e deve cair hoje. Bons pontos de entrada para quem conhece os riscos e sabe escolher os diamantes.

This entry was posted in Mundo estranho and tagged , . Bookmark the permalink.

3 Responses to Agência de rating Americana vira seus canhões para os bancos franceses…

  1. simone says:

    Bovespa opera em baixa de 0,81%; dólar é vendido a R$ 1,592
    A crise na Europa com o risco de moratória da Grécia volta a pressionar os mercados de capitais nesta quarta-feria. A Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) opera em baixa. Por volta das 10h10, o Ibovespa (principal índice da Bolsa paulista) caía 0,81%, aos 61.700,11 pontos.

    . Já a cotação do dólar comercial seguia em alta de 0,63%, a R$ 1,592 na venda.

  2. mauricio says:

    falando em grécia, saiu a seguinte no estadão: http://economia.estadao.com.br/noticias/economia+brasil,analistas-veem-sinais-de-problemas-em-titulos-publicos-brasileiros–diz-%E2%80%98ft,not_71588,0.htm

    opiniões?

    o mais interessante é que aparentemente começou a surgir vários noticiários falando tanto de uma possível crise brasileira quanto em bolha imobiliária nos últimos tempos, como em http://www.cotizalia.com/el-observatorio-del-ie/2011/proxima-crisis-viene-desde-20110615-5610.html

    enquanto isso, o serasa divulgou hoje que a previsão é de alta na inadimplência para o ano todo de 2011.

    • tradingcafe says:

      Oi Mauricio, muito bons os artigos, porém, eles tem um fundo de desafeto embutidos neles. O espanhol está nalinha de tiro e o inglês, do FT, está tocando a própria música. A espanha sofreu em 2008 e está ainda sofrendo agora, pois sua economia está comprometida por vários erros do passado, que nem eles mesmo aprenderam a consertar. A economia é doente há décadas, com desemprego superior a 15% e na verdade até próxima a 25% perenemente. O consumo interno é fraco e as exportações são fracas, a dívida interna é altíssima e o tom de arrogância do artigo é evidente, que eles se consideram superiores aos BRIC’s… de onde eles tiraram isso eu não sei… O inglês tem que publicar isso porque os investidores estão migrando da Inglaterra em busca de bons investimentos e a dívida pública brasileira não se parece (nem a curva de juros, por acaso) com a de nenhum país do RIC ou qualquer outro. O ratio de dívida PIB é adequado e baixo, incluindo a dívida pública externa, que é pagável 6 vezes com nossas reservas se assim o quiséssemos. A diferença de taxas de juros e de pujança econômica entre eles e nós é evidente e pende ao nosso favor. Eles se colocaram numa posição de imitar os americanos em tudo e isso está pesando negativamente na economia deles. Agora, o Brasil está bem? Sim e não, mas não é na dívida pública que está nosso problema e sim nos altos impostos, mau uso do dinheiro público e nas altas taxas de juros que nos é imposta. Além disso, o mundo globalizado nos mostra investimentos cruzados por toda parte… a crise deles vai nos afetar e causar mais que uma marolinha, aí eles vão dizer: eu bem que avisei… mas o problema vem de lá… Um abraço, Mauricio, obrigado

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s