COPOM aumenta a SELIC de novo em 0,25%, para 12,50%… óbvio e sem surpresas…

É até engraçado de ler as manchetes sobre a alta da SELIC, “COPOM aumenta a taxa em 0,25% e não supreende o mercado”… Oras, o COPOM, o BACEN, estão simplesmente “fazendo” o que o mercado dita, parece que esqueceram que eles são a autoridade monetária. O Bacen colhe a opinião do mercado e efetua a mudança que o mercado quer. O mais interessante, é que o mercado “tenta” adivinhar o que o banco central vai fazer. Eles ainda não perceberam que o Bacen está apenas fazendo o que eles querem, se esquecendo do detalhe que é a economia e a inflação… Enquanto essas doses homeopáticas continuarem, o “mercado” não vai andar, a bolsa vai estagnar e cair e a expectativa de um novo aumento nos juros já esperado para a próxima reunião. O mercado não “quer” 0,25% de aumento na SELIC, o mercado espera que a taxa aumente e o ciclo de aumentos chegue ao fim, para podermos pensar em mover adiante. O mercado quer que a taxa caia, em efeito. Com 0,25% não vamos mover adiante. O bacen tem que mudar de estratégia, tentar fazer o que é melhor para a economia e não ficar preocupado com o que o mercado quer. São eles que mandam e não o contrário. Uma atuação fraca e sem personalidade, sobretudo, sem profundidade de mercado para atuar na posição.

This entry was posted in Mundo estranho and tagged , , , , . Bookmark the permalink.

3 Responses to COPOM aumenta a SELIC de novo em 0,25%, para 12,50%… óbvio e sem surpresas…

  1. mauricio says:

    se alguém realmente acha que o time da atual presidente (ou até mesmo do presidente anterior) tem alguma competência pra qualquer coisa, acho que está no país errado, já que temos a inflação anual maior do que o crescimento do pib; o pib, por sua vez, é composto 50% por crédito (leia-se dívidas); a métrica do cálculo do pib foi ainda mudada no governo lula, que, coincidentemente, fez com que os valores dos anos anteriores fossem “revisados” para cima; a população nunca antes na história desse país esteve tão endividada; o câmbio realiza desindustrialização já a algum tempo; ao passo de que os salários sobem acima da inflação e o desemprego é o menor desde 2002;

    quero dizer, são fatores tão antagônicos que é quase mágica como as coisas ainda continuam andando (ainda que de lado) e não colapsaram totalmente já após as eleições, como normalmente essas coisas acontecem

    será que dura até as próximas?

  2. Tulio says:

    Ricardo,

    o neoliberalismo acabou confundindo um pouco os governos sobre qual deve ser seu papel na economia. Cada um vai descobrindo de um jeito, entre erros e acertos. O blog brazilthoughts tem um post bem interessante sobre o mesmo assunto, mas no contexto norte-americano. Na minha impressão, um dos países que melhor lida com isso é a Alemanha. Aliás, tenho bastante curiosidade para ver como os germânicos estarão ao fim desse turbilhão…

    • tradingcafe says:

      Oi Tulio, os governos pensam que são apenas o maior agente financeiro, participante do mercado. Eles operam e não governam, controlam, legislam e cuidamdo interesse público. O governo virou uma entidade em si, e não o representante dos interesses do povo. De fato, confundindo seu papel na economia. De estabilizador virou desestabilizador, de investidor primário, virou consumidor, uma empresa que gera prejuízos e nenhum produto. abs, Tulio

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s