O que representa e o que é um default

Se um país não tem dinheiro para pagar suas dívidas e compromissos numa data marcada, tomar dinheiro emprestado apenas ganha tempo para criar riqueza futura e repagar o que deve. Pois bem, default significa falência, falta de capital para investir, e, pagar dívidas e custos de manutenção correntes. Ao tomar dinheiro emprestado para pagar uma dívida, a dívida original fica maior e por conseguinte os juros a serem pagos também aumentam. Se você investe, você cria riqueza, se você gasta, ou paga dívidas, você não cria riqueza. Desta forma, de onde sairá o fôlego para pagar os credores e as contas do dia-a-dia? Além disso, uma pessoa, empresa ou país, que está nesta situação, representa um risco muito grande. assim sendo, os juros demandados pelos credores tende a aumentar consideravelmente para representar o risco. Se no dia 2 de agosto faltaria recursos para cumprir as responsabilidades de pagamento, já estamos lá e o teto da dívida foi aprovado hoje. Ou seja, já passou do dia e ainda teremos que lançar os bônus, encontrar credores dispostos a correr mais risco a taxas baixas. É a mesma coisa que uma pessoa que deve muito dinheiro e não está dando conta de pagar suas contas e ainda pagar todos os juros dos cartões de crédito, empréstimos, financiamento do carro, etc.Ela vai e pede mais recursos emprestados para apenas pagar as dívidas. Daqui há um mês os juros dos novos empréstimos sobrecairão acima dos juros dos velhos empréstimos e ainda das contas todas. Em efeito, é empurrar com a barriga para um futuro próximo tudo voltar a cair de novo. Neste momento, seria necessário sabermos: a pessoa arrumou um novo emprego para ganhar muito mais? Ela recebeu uma herança de alguém? Ela fez um negócio milionário para levantar altas comissões e repagar tudo? Bem, já andamos longe demais no exemplo. Voltando para o caso americano, eles estão fazendo isso, e não há visibilidade que a economia irá crescer, com cortes de gastos governamentais, déficit fiscal e comercial enormes, sem reservas internacionais e sem visibilidade de melhora no horizonte próximo. Ainda, temos as municipalidades que estão começando a declarar falência, como a pequena cidade de Central falls, Rhode Island, que entrou com o pedido de falência ontem. Os problemas que levaram o país a esta condição de fragilidade econômica ainda não foram solucionados e é esta a razão que estamos de novo no mesmo ponto. Um default representa a incapacidade de honrar compromisso financeiros e de gerar riqueza de forma previsível para fazê-lo num futuro próximo. Se os americanos aumentarem os juros para pagar o risco que representam, não haverá recursos para fazê-lo.

This entry was posted in Mundo estranho and tagged , . Bookmark the permalink.

8 Responses to O que representa e o que é um default

  1. Tlnz says:

    Parece até piada, Ricardo. Segue trecho de entrevista de representante da Fitch:

    [A decision on the rating may be made within two years, or “considerably sooner,” according to Moody’s Hess. For Fitch, while the rating may be cut in the medium term, its risks in the near-term “are not high,” David Riley said in an interview.]

    Not high? Desse jeito o mercado vai acabar realizando o downgrade por conta própria.

    Tulio

  2. Pingback: O que vem por aí? pt.II « Lampejares

  3. Lorena Kreuger says:

    Ricardo, o que acontece quando uma cidade declara falência? Ela apenas deixa de pagar suas contas? como resolve o problema?

    Coincidentemente eu estava lendo o mesmo artigo que o Túlio menciona acima. O trecho final é ótimo:
    “Regardless of the rating, Treasuries are going to be seen as the safe haven,” said Matthew Freund, a senior vice president at USAA Investment Management Co. in San Antonio, where he helps oversee about $50 billion in mutual fund assets. “The U.S. remains one of the strongest, most dynamic economies in the world.”

    abraços

    • tradingcafe says:

      Bom dia Lorena, quando uma cidade declara falência ela fica fora do mercado de captação de recursos nos mercados e prejudica os preçosm de captação das outras cidades. Em efeito, ela ainda terá os recursos dos recolhimentos de impostos municipais e ajuda do governo federal nos repasses para manutençãodos serviços básicos como hospitais, polícia e energia. Porém,ela será lançada num longo peíodo recessionário por não have investimentos. Com relação ao artigo e a opinião deste Mathew Freund, é prepotente e errônea. Gradativamente a imagem de tudo de lá está sendo deteriorada e é uma questão de tempo para a migração para outros investimentos e títulos. O Ouro esta manhã está em USD 1667 e vai continuar a subir. Abs

  4. Marcelo says:

    Aproveitando o vídeo do Maurício com o Peter Schiff e a bancarrota dos EUA(e do mundo), tem estes vídeos traduzidos com depoimentos do Igor Panarin, Gerald Celente e tb do Peter Schiff.

  5. Lúcio says:

    Ricardo,

    perguntas e 01 curisidade:

    – Perguntas: Antes que o caos chegue, como o pequeno investidor, que tem poucas opções de investimento, deve se precaver? Como ficar líquido neste momento? Guardando dinheiro embaixo do colchão? A Poupança ou renda Fixa neste caos são seguros?

    – Curiosidade: infográfico representando o tamanho do “papagaio” norte-americano: http://usdebt.kleptocracy.us/

    Abraços.

    • tradingcafe says:

      Bom dia Lúcio, eu preferiria estar escrevendo coisas legais, de crescimento econômico, de oportunidades de negócios. Sobretudo, minha intenção no trading café é a de trocar idéias sobre investimentos e proteção do capital das pessoas que leiam o blog, de forma isenta, limpa. O mercado está em desequilíbrio e eu espero, que não cheguemos ao caos!!! Porém, não podemos fingir que não está com essa cara. Vamos lá, guardar dinheiro debaixo do colchão não é uma boa… rsrsrs. Sim, a poupança e a renda fixa são as melhores alternativas de proteção para ficar líquido. A poupança não apresenta um bom retorno em taxas de juros mas dá segurança. A renda fixa deve ser colocada em títulos do governo federal ou em instituições financeiras que são protegidas pelo FGC – Fundo Garantidor de Créditos, ou seja, todos os bancos. AS operações de CDB de curto prazo são uma boa opção. O tesouro direto, http://www.tesourodierto.gov.br é uma ótima alternativa e pode ser investido a partir de R$ 100,00. As taxas de juros no tesouro são superiores a 12,50% ao ano, enquanto a Poupança paga 6% + TR, muito baixo. Se você precisar de ajuda para escolher a melhor opção para vc, me avisa, podemos escolher juntos. Abs

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s