Levando o mundo “na flauta”… O silêncio pode ser confundido com sabedoria…

As vezes, não fazer nada, te faz parecer um gênio. Foi o que aconteceu ontem, o FED não sabe (ou não tem o que fazer… porque o problema é muito maior…) e o mercado teve um rally depois da ausência de medidas. Muito bem, o silêncio pode ser confundido com sabedoria. O fato puro e simples é que a situação é muito mais grave e a “não atuação” do FED demonstra isso. Portanto, prestem atenção e tomem cuidado, os mercados vão pesar de novo e forte. O mercado reagiu cobrindo posições vendidas (short covering) breves, e irá abrir novas posições vendidas hoje, comos níveis de preços melhores.

This entry was posted in Mundo estranho and tagged , , , , . Bookmark the permalink.

3 Responses to Levando o mundo “na flauta”… O silêncio pode ser confundido com sabedoria…

  1. H.F. says:

    Sobre a crise de financiamento dos EUA, claro que é ainda uma consequência da crise de 2008, porém te pergunto, qual o limite entre e tênue linha que separa o bom do ruim nas dívidas públicas? /há um limite para cada país, o Brasil com quase 40% do PIB representando sua dívida publica está indo para o mesmo caminho? É claro que o sistema financeiro internacional é baseado na confiança, basicamente. Há que se acreditar neste sistema para não ruir todas as bases nas quais nos desenvolvemos e chegamos ao mundo que temos hoje. Há um meio termo? Um caminho do meio? Qual o futuro do sistema de rolagem de dívida através de mais dívidas?
    Dúvidas de alguém que está começando e ainda é um leigo no assunto …

    Obrigado!

    • tradingcafe says:

      Oi H.F., vamos lá. O PIB é uma medida que é complexa de ser contabilizada e confirmada. Porém, o PIB representa a quantidade de impostos que o país pode receber como receita (o governo). Sabendo-se a arrecadação de impostos do governo, podemos constatar que esse país poderá gerar caixa suficiente para repagar suas dívidas, o principal, mais os juros dos períodos. Se os gastos do país são altos, a dívida é alta, é imperativo que o país continue crescendo seu PIB (sua economia) para gerar maior arrecadação de impostos e poder honrar seus compromissos. Se a economia contrai, a arrecadação diminui, o risco aumenta. No Brasil, por enquanto, os números estão bons. Quando for olhar para outros países ou empresas para investir é este o prisma a se adotar. Gerar caixa, receitas em crescimento, administração de custos e gastos e limites baixos de endividamento. isso vale para um país, empresa ou pessoa, gastar menos do que ganha e andar para a frente… O futuro sistema será o mesmo de sempre, o correto! O correto é aquele que o governo é controlado, gasta pouco… Esse governo existe ou vai existir no mundo? O problema não é o modelo, são os homens que o usam… abs

      • H.F. says:

        Show de bola … mas ao que parece o governo não está gastando “bem” … como qualquer pessoa, seus gastos e investimentos tem que seguir um padrão, uma continuidade e ter um objetivo. Investir em infra-estrutura, solucionar os gargalos logísticos do país, seriam gastos aceitáveis, agora, loteamento de cargos públicos, Estado inchado com o funcionalismo público cada vez mais burocrático, atual sistema tributário e obras superfaturadas deixam difícil a situação do país. O Brasil recebe muitos investimentos e está na “crista da onda”, vamos ver os resultados a partir de 2016, Copa do Mundo, Olimpíadas, Pré-sal … espero que saibam aproveitar o momento…

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s