Timing, o segredo de respirar o mercado

Nas duas semanas em que fiquei em algum lugar que não foi nesta terra, não consegui ler ou pensar de forma coerente nos mercados. Esta semana, aqui em Luanda, estou aproveitando, além de poder ver o mar e sentir a brisa litorânea que tão bem faz aos nossos sentidos, para colocar em dia minhas leituras.O ritmo do mercado, assim como as ondas do mar, respeitam uma sequência, um ritmo, que errei nestes últimos dias. Os mercados subiram quando achei que íam cair ontem. Na Europa, as coisas estão em compasso de espera em relação à segunda parte da reunião do fim de semana. Nos Estados Unidos, tudoe está em silêncio… No Brasil, o dólar recuou forte ontem e a bolsa de valores encontrou espaço para puxar para cima, baseado na redução dos jros imposta pelo governo. Hoje, os mercados estão calmos, subindo um pouquinho e caindo um pouquinho, rodando ao redor do zero%. O Euro está próximo de USD 1,40, com o dólar fraco e com a expectativa positiva em relação à reunião dos ministros do Euro amanhã. O Ouro, que anda meio esquecido, está cotado a USD 1.657 por onça-troy. Timing é tudo…

This entry was posted in Mundo estranho and tagged , , , , , , , . Bookmark the permalink.

3 Responses to Timing, o segredo de respirar o mercado

  1. H.F. says:

    O mercado além de soberado é incontrolável e imprevisível, temos que saber operá-lo, coisa que você tem feito e analisado de forma louvável.
    Ontem uma puxada forte no vazio, sem fundamento. É o famoso rally de final de ano … grande fundos e bancos puxam os ativos para garantir um bônus de final de ano …
    Timing é tudo mesmo!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s