BACEN perde o rumo, muda taxa SELIC em exagero… ou tenta salvar a bolha imobiliária?

O Bacen sempre teve o meu respeito, são caras bons que trabalham lá. Ainda acho isso mas não concordo com este novo presidente, o senhor Tombini, que atua como o mercado quer. Banco Central é banco Central, não é amiguinho do mercado… E mais política monetária é prudência, austeridade e tempo, para que cada vez que você mexe na taxa a economia tenha tempo para reagir. Desde que o sr.Tombini assumiu a presidência do Bacen, praticamente em todas as reuniões eles mexeram na SELIC. Não é brinquedo e ainda, demora um tempo para que a política monetária atinja a economia real. O corte de 0,75% de ontem visa levar dinheiro para as cadernetas de poupança e salvar a explosão da bolha imobiliária. Muito feio.

This entry was posted in Mundo estranho and tagged , , , , . Bookmark the permalink.

9 Responses to BACEN perde o rumo, muda taxa SELIC em exagero… ou tenta salvar a bolha imobiliária?

  1. Andre Luiz says:

    Só vai adiar o problema, que virá pior lá na frente.

    Mas que isso importa? Problema do próximo governante…

  2. Thiago says:

    Mas não vão conseguir salvar a bolha, ela já está estourando

    Em meus investimentos posso sair dos juros, mas não irei pra poupança não!

  3. Antonio says:

    Juro que procuro entender suas opinioes, mas nao consigo – vc está criticando a diminuicao de juros o que anualizado permite uma economia de 10 bilhoes de reais ou vc está torcendo para os juros brasileiros continuarem altos para o dinheiro estrangeiro fazer a festa, valorizar nosso cambio e detonar a indústria.

    • tradingcafe says:

      Boa noite Antonio, eu estou analisando, sob uma perspectiva própria, os eventos. Eu torço para os juros caírem, sem dúvida. Mas eu me incomodo muito pela forma e pelas motivações dos agentes que decidem sobre isso. Os juros aqui são exorbitantes, mas temos uma poupnça que paga juros fixos de 6% + TR que impede que os juros caiam para patamares mais baixos. A motivação de cortar os juros tem fim específico de reanimar os créditos imobiliários e manter o mercado aquecido. Cortar 0,75% na taxa de 10,5%, trazendo para 9,75% ainda não resolve, pois a moeda americana paga 0% no curto prazo, ou seja, nos deixa ainda com 9,75% a mais do que eles recebem por lá. Assim, os dólares vão continuar entrando aqui, trazendo nossa moeda para cotações mais baixas e encarecendo tudo para nós. Eu desejo ver as correções e as decisões com fins que protejam e cuidem de cada um de nós brasileiros, eu inclusive. esse corte nos juros não chegará até nós, o cartão de crédito cobra um absurdo ao mês (mais que a SELIC) e o cheque especial também… Então, os cortes nas taxas de juros não nos ajudam até este estágio e neste patamar. Obrigado por ter escrito e manifestado sua opinião, abs

  4. Antonio says:

    Obrigado digo eu pela sua resposta, entretanto, para mim ainda continua nebuloso. Primeiramente, nao podemos comparar os EUA com o Brasil, o dólar ainda é o porto seguro mesmo após as agências terem rebaixado a nota norte-americana. Além disso, o governo nao tem como interferir nos juros de cartao de crédito e cheque especial (isto é formado pelo spread que os bancos acreditam ser prudentes para o calote). Os juros americanos sao baixos mas a inflacao também é menor que a nossa – o que dá um ganho minúsculo de 0,5% ao ano. Já no nosso caso, temos hoje um ganho de 3% (levando em conta o IR). O que o governo tem que fazer é evitar a bolha do crédito fácil para o povo nao se endividar comprando imóvel a perder de vista. Se a taxa de juros cair e o BC tomar as medidas para evitar o crédito fácil, eu acredito no projeto. Li que D. Dilma irá discutir a mudança das regras da poupança para diminuir ainda mais os juros (vamos esperar). Sinceramente, acredito que o ex-presidente Lula e o admirável Meirelles erraram em nao diminuir mais os juros na crise de 2008. Hoje, o BC com o Tombini está tomando as providencias para diminuir ao máximo os juros e se amanhã precisar elevar para combater algum surto inflacionário terá um rate maior para combater o processo inflacionário. O que nao pode é continuarmos com o maior juros do mundo, apesar do equilíbrio fiscal melhor que muitos países. Se raciocinar com os juros de 12% e os 9,75% de hoje, temos uma economia anualizada de quase 30 bilhões. Espero que os juros caiam até 8,0%. Um abraço e acredito que a divergência de opiniões é fundamental para encontrarmos a melhor solução – os juros tem que abaixar para levantar nossa indústria, o nosso empresariado quer juros menores e melhor infraestrutura, consequentemente, o cambio se ajustará aos 2 reais para tirar a indústria do sufoco.

    • tradingcafe says:

      Boa noite Antonio, é isso aí! Essa é a idéia de criar este espaço, podermos discutir livremente e expor nossas opiniões porque, o fundamento essencial é que estamos do mesmo lado, lutando a mesma luta e desejando que as coisas no nosso país melhorem. Obrigado, amigo, abs

  5. Ceza Augusto says:

    nesta discusão peço conselho:
    tenho aplicação em cdb+cdi e fundo de renda fixa, além de um fundo de previdência PGBL.
    O que devo fazer?
    Queria comprar um imóvel para alugar e investir em algo mais seguro,
    O que é mais seguro hoje? já não sei mais

    Obrigado

    • tradingcafe says:

      Oi Cezar, as tuas aplicações estão coerentes com a conjuntura. Com a redução da SELIC, vc teve um ganho de capital nestas aplicações. Permaneça nelas e continue aumentando os valores dos investimentos. Simultaneamente, procure o imóvel que você deseja, que se enquadre em seu propósito, pois pedra é pedra, no fim das contas. O que temos que fazer é procurar o imóvel com um preço condizente, negociar bem, comprar. Sobretudo planejar bem antes de decidir, se o imóvel é adequado para o plano que você traçou. Criar uma planilha de fluxos de caixa, rentabilização e custos/despesas com o imóvel. Diante deste mercado altista, negocie bem, proponha descontos, analise e se for adequado, feche negócio. Lembre de ser cartesiano na decisão, não emocional. Se precisar me escreva com mais detalhes e eu poderei então ser mais preciso na resposta. Um grande abraço.

  6. Antonio says:

    Permita-me opinar Ricardo: as bolsas já subiram bastante nesse início de ano, portanto, nao é prudente aplicar pois pode estar comprando topo; nos imóveis as taxas de aluguel mostram que existe um exagero nos preços, nao me arriscaria; sobram os títulos do tesouro com juros pré-fixados. Um abraço

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s