SELIC cai para 9%… lenha na fogueira da bolha imobiliária…

Com mais esta redução de juros no Brasil, a poupança passa a ser o melhor instrumento de investimento para pessoas físicas… E mais recursos terão que ser disponibilizados para os empréstimos imobiliários (60% dos recursos captados pelas instituições administradoras da poupança tem que ser alocadas para emprésticos imobiliários…). O governo, de novo, na marreta, à revelia da inflação, reduz os juros. Tira um pouco do excedente de retornos sobre o Real, forçando ao câmbio para cima, já próximo do próximo ponto de resistência a R$ 1,90 (já tocou R$ 1,8920 esta manhã). A poupança é a melhor alternativa de investimento, porém, não podemos esquecer que o retorno da poupança irá apenas restituir a inflação (quase) e dar um ganho marginal ao ano. Em efeito, irá ocorrer uma perda de poder de compra ao mantermos o dinheiro aplicado na poupança. De outro lado, temos o governo brasileiro falando pelos cotovelos no exterior e as primeiras reações já começam a aparecer… Paul Krugman disse ontem que o Brasil está vendo coisas… não há nada de enxurrada de dólares, não há nada de guerra de moedas e a política expansionista americana e européia visa solucionar o problema das economia deles, que está pré-recessiva, com desemprego alto e atividade econômica baixa. Com relação a bolha imobiliária brasileira, teremos mais lenha na fogueira, com o governo forçando a oferta de crédito para alimentar as vendas. Todavia, estamos jé num estágio diferente, esta nova onda de crédito manterá os imóveis menores com preços em alta, fazendo os imóveis maiores estacionarem ou mesmo caírem de preços.

This entry was posted in Mundo estranho and tagged , , , , . Bookmark the permalink.

10 Responses to SELIC cai para 9%… lenha na fogueira da bolha imobiliária…

  1. RAL says:

    Ricardo , não podemos negar que o goverso soube por a Lenha!!!

  2. Juliano Wagner says:

    É até a copa. Depois o remédio vai ser amargo, não tem jeitinho não. Ou se admite inflação, e se modifica os índices (como a am. latina inteira faz), ou vamos ao remédio amargo da recessão. O resultado já sabemos… mais dívida interna e mais inflação disfarçada. Coca lata a 4,oo reais em supermercados, e 9,oo o litro do álcool. Estamos ferrados com o pt lá pelo menos mais 2 mandatos.

  3. CHARLES says:

    Corram para as montanhas!

    • tradingcafe says:

      Oi Charles, vc já comprou um Chalé nas montanhas? Olha que os preços estão subindo muito, tem financiamento a vontade…rsrsrsrsrsr abs amigo, talvez pensar num Bunker…

  4. simone says:

    Quando o crédito internacional começar a secar, a brincadeira vai acabar.

    JULIANO

    (DA FOLHA DE SÃO PAULO)

    18/04/2012 – 10h00

    FMI quer emergentes preparados para fuga de dólares

    Publicidade

    LUCIANA COELHO
    DE WASHINGTON

    O FMI (Fundo Monetário Internacional) aponta progresso na redução de riscos nos mercados mundiais, mas alerta que reformas como a maior integração fiscal e financeira da Europa e o fortalecimento do sistema bancário ainda precisam ser priorizadas.

    Se não o forem, consequências como a saída de capitais dos países emergentes minariam o avanço global, com impacto de até 2 pontos percentuais no PIB de países como o Brasil, ressalta o FMI em seu relatório anual Avaliação de Estabilidade Financeira Global, lançado hoje em Washington

    “Para um país como o Brasil, que recebeu um montante enorme de capital estrangeiro neste período [de crise], o impacto sobre o crescimento poderia chegar a dois pontos percentuais, mesmo com as reservas [do país] sendo suficientes para cobrir necessidades financeiras de curto e médio prazo”, afirma o documento.

    O relatório ressalta que a inundação de dólares, provocada pelas políticas monetárias expansionistas e de liquidez nos países ricos –que aumentaram a quantidade de dinheiro em circulação e acabaram, na prática, por desvalorizar suas moedas– criou, somada à atratividade dos mercados emergentes, novas vulnerabilidades.

    Na semana passada, a diretora-gerente do fundo, Christine Lagarde, descreveu esses mercados como um “ímã de dinheiro”.

    ‘RISCO DE MÃO DUPLA’

    “Os responsáveis pela política econômica destes países enfrentam um risco de mão-dupla, e devem estar também preparados para uma fuga repentina de capitais”, destaca o FMI.

    O governo brasileiro tem criticado as economias avançadas pelas políticas de afrouxamento, que elevam o real e outras moedas emergentes e criam obstáculos à exportação.

    Na definição da presidente Dilma Rousseff e do ministro Guido Mantega, trata-se de “protecionismo cambial”.

    Uma das respostas tem sido o anúncio sucessivo de medidas pró-indústria, apontadas pelos governos e empresários de alguns países ricos, por sua vez, como barreiras protecionistas.

    BRASIL

    O FMI não avalizou, até agora, a posição brasileira, assentindo com o afrouxamento nos países ricos –embora note que ele não deve ser ilimitado nem desacompanhado de mais correções.

    Mas, ao apontar as vulnerabilidades, reconhece a dificuldade criada pelo intenso fluxo de entrada de dólares.

    Embora o FMI tenha afirmado ontem que o risco de superaquecimento na economia brasileira se dissipou, e o relatório afirme que a rápida expansão do crédito no país tenha ajudado a limitar as turbulências em 2009, o fundo ressalta que a contínua expansão nos ativos dos bancos levou a um aumento dos empréstimos de baixa qualidade, sobretudo no mercado imobiliário.

    “Nessas circunstâncias, a margem de manobra para o uso do canal de crédito para mitigar choques negativos pode ser limitada”, alerta.

    18/04/2012 – 12h50

    Fluxo cambial no Brasil fica negativo em US$ 403 mi, diz BC

    Publicidade

    DA REUTERS
    DE SÃO PAULO

    O fluxo cambial no Brasil ficou negativo em US$ 403 milhões na segunda semana de abril, período em que o Banco Central incorporou às suas reservas internacionais US$ 298 milhões em compras de moeda no mercado à vista.

    O BC informou também que o fluxo de dólares está negativo em US$ 800 milhões em abril até o dia 13. No período, a autoridade monetária incorporou US$ 1,157 bilhão nas suas reservas por meio de aquisições de moeda no mercado à vista.

    A entrada de dólares na economia brasileira recuou 47,4% no primeiro trimestre deste ano em relação ao mesmo período de 2011. Nos três primeiros meses do ano passado, a entrada de recursos havia somado US$ 35,59 bilhões, ante US$ 18,72 bilhões no mesmo período de 2012.

    O fluxo é o resultado da entrada e saída de dólares do país. Se entram mais dólares do que saem, o resultado é chamado de positivo porque o Estado está atraindo recursos estrangeiros; se saem mais dólares do que entram, é negativo porque significa que o país está “exportando” riqueza.

    As operações comerciais são aquelas onde contratos são celebrados para exportação e importação. Já as operações financeiras incluem as atividades restantes, como aplicações financeiras.

  5. simone says:

    “Na Caixa, além de taxas menores, o atendimento será ampliado para que a instituição possa emprestar mais. A partir de segunda-feira, e até 11 de maio, todas as agências abrirão uma hora mais cedo. Além disso, no dia 12 de maio, o sábado que antecede o Dia das Mães, o banco abrirá as portas para oferecer financiamentos e empréstimos a clientes e não clientes. O Dia das Mães, vale lembrar, é a segunda data mais importante do comércio. ”

    http://economia.estadao.com.br/noticias/economia,na-guerra-dos-centesimos-bb-volta-a-reduzir-juro-e-caixa-faz-o-mesmo-nesta-sexta,109857,0.htm

  6. Luiz says:

    Ricardo, a questão é muito simples.

    Com os preços como estão aí a maioria se nega a comprar a casa que consegue pagar pq se recusa a morar mal. Essa massa vai ficando no aluguel, mesmo que isso signifique perder dinheiro.

    Mas um dia a casa cai.
    É preciso ter paciencia.
    Esperar os eventos esportivos

  7. hugo says:

    Qual a relação da bolha imobiliaria com a economia brasileira?

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s