Luvas nos pés e meias nas mãos… nosso governo.

Adoramos escolher lados para nossas batalhas. Rapidamente, identificamos que cor de camisa vestimos e lutamos por uma causa, até a morte as vezes, comono caso das brigas de torcidas. De carro, nos comportamos como donos das ruas e do universo. De moto, brigamos com os carros e com os pedestres, com os ônibus e com os caminhões. A pé, disputamos um lugar nas ruas, no metro, nos ônibus e nos trens. Na nossa profissão, disputamos passo-a-passo cada vaga, cada oportunidade. Com o futebol, nem se fala. Mas uma coisa, ainda não nos unimos para nos defendermos, uma camisa ainda não usamos, a camisa de brasileiros. A carga tributária que pagamos neste país é absurda e abusiva. O governo que temos sabe gastar com alguma coisa que até o momento ainda eu não identifiquei onde eles gastam… Pois bem, não nos unimos para fazer as demandas corretas. Os impostos são altíssimos, mas, educação de qualidade temos que pagar caro, cuidados com a saúde, temos que pagar caro para os convênios, automóveis são os mais caros do mundo (só perde para hong kong que é uma ilha e tem o preço dos automóveis como medida regulatória), nas estradas pagamos altos pedágios, aposentadoria… temos que fazer uma privada para podermos subsisitir na idade adulta, seguros de veículos super caros porque o nível de sinistros é elevado, restaurantes são caros porque os impostos são altos e os encargos sociais também, IPTU é caro, basicamente, pagamos por tudo duas ou mais vezes neste país e não reclamamos de nada, brigamos com as motos, com os carros, com o torcedor do outro time, fazemos passeatas por razões diversas, mas não damos a mínima para o mais importante. O governo está estendendo seus tentáculos e cada vez mais assume controle sobre tudo. O governo trabalha para nós e não o contrário, o Brasil é um condomínio, onde elegemos representantes para administrarem os recursos arrecadados através dos impostos para o bem da comunidade. Se alguém estiver vendo isso por aqui, por favor avise. O governo está forçando taxas de juros para baixo, interferindo na gestão dos bancos, isso não quer dizer que eu concorde com os spreads cobrados, ao contrário, não concordo e também sofro com eles porque este spread está em tudo o que consumimos. Porém, a maneira que está sendo feita é intrusiva e fere a liberdade do livre mercado. O governo está forçando o dólar para cima, com ameaças, ações, impostos e agora até com a ameaça de impor controle de capitais estrangeiros no país. O Bacen, que podia até ser chamado de Ba-sem autonomia, ao mesmo tempo que chuta o juros para baixo aparece com pontualidade para comprar dólares em leilões no mercado, puxando a moeda para cima e acumulando reservas, que são aplicadas a 0% ao ano nos Estados Unidos enquanto emitem notas do tesouro aqui para compensar e esterilizar o capital a quase 10%… ou 9% agora… Isso custa quase USD 40 bilhões ao ano para nós, que poderia ser usado para termos mais faculdades gratuitas e mais hospitais, por exemplo. Mas, não. Isso tudo porque a arrecadação de impostos tem que continuar forte, sufocando e estrangulando a população, ao invés de abaixar os impostos em geral, eles preferem encobrir o sol com peneira e fazer o dólar subir, porque aí os empresários teraõ mais lucros e tudo fica bem, porque os empresários reclamam, a população está ocupada com samba, novela e futebol. Agora os juros… Os juros no Brasil teriam condições de estarem em patamares mais baixos há muitos anos, porém antes de marretar os juros para baixo mudanças estruturais deveriam ser implementadas. O governo não é Deus, se fosse faria as morangas nascerem em pés de árvores frondosas e altas e as pitangas nascerem perto do chão. Tudo muito lindo até você tentar tirar uma soneca embaixode uma árvore de morangas… É isso que estão fazendo, alterando o curso de coisas que respeitam ordens naturais. Taxas de juros mais altas entre instrumentos causam desequilíbrios na economia. Os instrumentos de captação dos bancos devem seguir a lei de oferta e procura, assim como os spreads praticados por eles. Se em um banco é muito caro, mudamos de banco, livre concorrência. Com a SELIC a 9% os bancos não irão captar recursos através de CDB`s porque haverá uma migração gigante para a poupança. Da mesma forma, os fundos DI. Ambos dão o retorno parecido com a SELIC, menos IR e menos taxa de administração no caso dos fundos. Desta forma, a poupança que paga 6% fixos mais TR, tem obrigatoriedade legal de emprestar dinheiro de longo prazo para aquisição de imóveis (60% dos recursos captados). Isso porque este governo pegou o controle desta máquina riquissima que é o Brasil. Como tudo está bem, porque temos abundância de recursos naturais e o mundo está escasso, estamos nadando de braçadas… Porém, nada é estático… Estas mudanças na marra causam distúrbios graves no futuro e na primeira mudança teremos que pagar esta conta cada dia mais cara e menos livre. Luvas nas mãos e meias nos pés… Só mais uma coisinha… A enorme quantia de 6 milhões de unidades de défict habitacional está na fatia da população que não pode comprar um apartamento de R$ 500 mil… Tem que mudar as regras da poupança para que os juros caiam de verdade e não cause desequilíbrios e nem alimente a bolha imobiliária e nem outras tantas bolhas que existem por aqui.

This entry was posted in Mundo estranho and tagged , , , . Bookmark the permalink.

7 Responses to Luvas nos pés e meias nas mãos… nosso governo.

  1. fabricio says:

    Olá Ricardo,

    Hoje li a notícia abaixo e lembrei do que você havia dito algumas semanas atrás. Parece que a Dilma está disposta a alterar a regra da poupança.
    O que você acha dessa atitude da presidenta ? Embora o governo não ajude, vejo que em alguns momentos a presidenta está tomando decisões corretas, arcando com o custo político, como foi o caso da previdência dos servidores públicos.

    “Presidente Dilma assumirá custo de mexer na remuneração da poupança”

  2. simone says:

    Dilma Rousseff corre alto risco para evitar a recessão. Economia parou no primeiro bimestre.
    Nesta sexta-feira, o ex-prefeito do Rio, ex-secretário da Fazenda e ex-presidente do Banerj, Cesar Maia, advertiu que o governo de Dilma Rousseff tenta reverter a recessão de qualquer jeito. O editor recebeu o material produzido por Maia. A análise dele:
    1) O relatório do Banco Central divulgou esta semana que o PIB não cresceu no ionício do ano (avançou apenas 0,3% no bimestre sobre igual bimestre do ano passado).
    2) A inflação não é mais prioridade.
    3) O Banco Central ficou mais agressivo na política cambial e a cotação já está nos R$ 1,90.

    . Dilma Rousseff já considera 2012 perdido e aposta tudo em 2013.

    – Além dos problemas na economia, o governo do PT também enfrentará este ano o julgamento do Mensalão. Isto tudo terá reflexos ruins para o governo e afetará o resultado das eleições municipais.

  3. Roni says:

    O cavalo passou selado pro Grande Molusco, que ficou fanfarreando e nao fez as reformas.

    Ricardo, vc nao acha que o “genio de Garanhus” deixou uma herança complicada, que a Dilmona tá tentando levar na marreta?

    Parece que vamos brincar com fogo até que alguem se queime feio… Como era com a inflação, aqui as coisas só mudam quando afetam (e muito) as ‘zelites’.

  4. RAL says:

    Estava inspirado !!!! Olha o que percebe e ouço sãos três assuntos : MEU IMÓVEL, MEU CARRO E MEU CELULAR, impressionante como este governo Lula conseguiu engessar a população nestes unicos e interminaveis assuntos chegamos ao ponto de ser pregado em igrejas a seguinte mensagem : Você Paga aluguel ? anda de onibus? e usa celular pré pago ? Você é um desfavorecido do amor de Deus , pois isto é do Diabo , você tem que vir para nossa igreja depositar o Dizimo e tirar esta mal da sua vida!!!,
    Este pastores perceberam que o tal do MEU Imovél , Carro e celular virou questão social ou psicológica e se temos bolhas em torno disto nada importa

  5. Cassio Lopez says:

    A inversao de valores da nossa nacao eh realmente assutadora. A mobilizacao coletiva para um fim legitimo aqui nunca aconteceu…. porem eh muito comum como citado no texto Ricardo tirarmos/darmos a vida por uma mera disputa de um time de futebol… Agora, claro q engedrar esta cultura no nosso povo eh totalmente intencional… um povo que valoriza mais celebracao de um campeonato esportivo do que a sua proporia dignidade…. sera um povo sempre conduzido por eles…
    Melhor do que se investir em glorias ilusorias eh se por em seu devido lugar!

  6. Gustavo says:

    Falou tudo!

  7. Gianluca Ferro says:

    Ótimo post, levantou bem inspirado! Parabéns!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s