COPOM, como previsto e anunciado, corta SELIC em 50 pb

Sem novidades ou surpresas, os 7 diretores do Bacen integrantes do COPOM (Comitê de Política Monetária) votaram por unânimidade cortar a taxa SELIC em 50 pontos-base, para 8,5% ao ano. Previsível e monótono, trouxeram a taxa para baixo, algo que é bom, porém diante de condições macro-econômicas questionáveis. O capital é mal-distribuído entre a população brasileira e esta medida tem pouco impacto real na população que apresenta um dos mais baixos níveis de poupança do planeta, tornando insensível tal redução. A população brasileira, em sua maioria, não cria excedentes de recursos para investir e não está sensível a tirar os recursos do mercado financeiro para investir em atividades produtivas, o que de fato, auxiliaria a economia a crescer. Ao contrário, a população irá sofrer os efeitos nocivos da inflação, já alta, que irá subir ainda mais. O desemprêgo está mais alto, a indústria e o comércio estão demitindo de forma acelerada, tirando recursos de salários, aliado a um alto endividamento das pessoas, tirando o benefício do aumento de consumo esperado quando se reduz taxas de juros. O dólar irá subir mais, encarecendo ainda mais os produtos por aqui, com mais inflação. A grande maioria da população que tem excedentes, investe na poupança, que se tornou de uma aberração de ter juros fixos, para outra aberração, ao render agora 70% da SELIC mais TR. Ao invés de corrigirem o ferimento do braço, eles decidiram em cortar o braço ferido e colocar outro braço ferido no lugar… O governo não espera a economia responder a seus estímulos naturais e mexe demais em períodos muito curtos. A economia mundial está com problemas sérios e isto afeta nosso poder de exportar para tradicionais compradores de produtos brasileiros, como os Estados Unidos, que de maior comprador individual de produtos barsileiros, virou para ser nosso maior exportador, com mais de 15% do total de importação do Brasil, e, exportamos pouco mais de 10% do total de exportações para eles. A Europa, da mesma forma, reduziu importações do Brasil e equiparou importações com exportações em níveis ao redor de 20% (nosso maior parceiro). Individualmente, a China ocupa o lugar de destaque como parceiro comercial, sendo nosso maior mercado importador com 18% de tudo que exportamos. O detalhe interessante é que parte de nossa produção, componentes integrantes de produtos acabados brasileiros, foi terceirizado para os chineses e com o dólar mais alto, debilita os efeitos positivos de taxas de juros mais baixas. Com uma demanda menor no exterior, com o aumento do desemprego por aqui, com o alto endividamento das famílias, os empresários decidem não investir neste momento, tornando ineficiente tal redução dos juros no curto prazo. Com tantas mentes brilhanets no governo, eles optam por maquiar tudo com estes discuros e atitudes de manobras científicas… O problema estrutural real não é tocado que é o absurdo nível de impostos cobrados em cascata e o mais que absurdo nível de custo de cobrança dos encargos sociais, o mais alto do mundo. Estranho por vivermos num país que não é socialista e não reverte nada desta montanha de recursos recebidos pelo governo em bem-estar social para a população. Com a quantidade de dinheiro obtido pelo governo, através de impostos, taxas e contribuições, não tenhamos as melhores escolas gratuitas do mundo, melhores hospitais e a melhor segurança entre todos os países existentes. Esta é a razão por que eles ficam inventando manobras técnicas para não atacar o problema real. E nós, do nosso lado, continuamos a pagar escolas caras, os professores continuam a receber salários pífios, as pesoas morrem nas filas de espera nos hospitais, pagando altos custos de convênio médico, os médicos ganham salários pífios, pagamos seguros de vida, de residência, pagamos IPVA, IPTU, seguros de veículos, a polícia corre riscos de vida por salários baixos, Tudo com preços altos e recebemos quase nada em troca como cidadãos. Temos o direito de pagar por tudo isso e ficar calado, esperando o carnaval, a final do futebol, o BBB e o Barrichello chegando em último lugar quando corre sozinho. E pagando por tudo e mais um pouco.

This entry was posted in Mundo estranho and tagged , , . Bookmark the permalink.

5 Responses to COPOM, como previsto e anunciado, corta SELIC em 50 pb

  1. Renata Miziés says:

    Olá Ricardo,

    Mais uma vez concordo com sua análise.
    Esse Governo está cada vez mais enfiando
    os pés pelas mãos. Não consigo acreditar que
    que 100% da equipe econômica seja tão ruim a ponto de não saber as consequências dessa desastrosa política.
    O impostômetro segue aumentando e nada de reforma (séria) tributária…
    O Skaf até fez uma propaganda tentando explicar o custo Brasil e a nossa posição (estilo Barrichelo) em relação a competitividade no cenário internacional. O problema é que infelizmente a maioria da população não tem o nível de educação necessário para entender as causas do problema e fica feliz só com o bolsa Brasil Carinhoso. Embora simpatize com ele, também achei que fez média com a Dilma (como era de se esperar, afinal, dificilmente iria bater de frente mesmo sabendo que está tudo errado).
    Será que tentativas como essa podem ajudar em alguma coisa?

    Abraços

    Renata

  2. RODRIGO M. P. says:

    Bom dia Ricardo,
    Voce estava bastante resumido estes dias e eu ja estava sentindo falta de um bom e indignado texto. Parabens pelo discernimento e clareza.
    As vezes eu fico pensando,sera que eu sou um pessimista convicto ou o Brasil esta realmente de pernas para o ar.
    Onten o Mantega ja aceitou um PIB abaixo de 3%, deve ser a quarta vez que ele recalcula ,rsrsr.

    Abs,

    Rodrigo Miranda

  3. Anonymous says:

    Aqui o que voce pode fazer, tudo dentro da Lei, POR ENQUANTO. Voce pode ir para outros lugares e escolher outros bancos. O que segue é apenas uma sugestão.

    01 – Passagens pela American Airlines para MIAMI, cerca de 1500 USD ida e volta.

    02 – Hoteis perto do aeroporto – oferecem transporte gratis entre o hotel e o aeroporto, basta telefonar para o hotel quando chegar.

    Sleep Inn Miami Airport, $ 120 USD/night
    “www.sleepinn.com/hotel-miami_springs-florida-FL817”

    Comfort Inn & Suites Miami Airport, $ 116 USD/night
    “www.comfortinn.com/hotel-miami_springs-florida-FL818”

    03 – Banco perto dos hoteis (dá para ir a pé)
    “https://www.wellsfargo.com/”
    4299 NW 36th St, Miami Springs, FL 33166
    Phone: +1 (305) 351-9818

    04 – Levar extrato bancário de um banco bananense mostrando o endereço na Banânia e o passaporte.

    05 – Preencher o W8-BEN (receita Americana) para caracterizar estrangeiro não residente, evitando pagar imposto sobre os juros. Fazer o download no seguinte link.
    “www.irs.gov/pub/irs-pdf/fw8ben.pdf”

    06 – Abrir uma savings account com pouco dinheiro (300 USD já é suficiente). Em geral, nenhuma taxa é cobrada para manter depósito em savings account.

    07 – Na volta, enviar o dinheiro pelo sistema bancário bananense. Voce vai ter que mostrar o IRFP para convencer o gerente do banco que o dinheiro é legítimo. Vai custar 0.68% do valor da remessa (IOF) + contrato de fechamento de câmbio (um valor fixo da ordem de 100 USD). O depósito tem garantia até 250 mil USD.

    08 – Declarar no IRPF no próximo ano.

    09 – Se o valor for acima de 100 mil USD, declarar no Banco Central.
    “http://www4.bcb.gov.br/rex/cbe/port/cbe.asp”

    10 – Esperar tanto pela alta da inflação quanto pela alta do dolar.

  4. Maximiliano Kruel says:

    Gostaria de participar de alguma realização efetiva quanto a tudo isto, protestar, me unir a pessoas que falam minha língua, já não compro mais veículos (ando de bicicleta e ônibus urbano), não me endivido, não compro à prazo, não faço nada que o governo quer que eu faça. Será que tem mais algo que possamos fazer para protestar?
    Tive numa conferência da Escola Austríaca, pelo Instituto Mises Brasil, descobri pessoas que descrevem bem este caos atual, vale a pena conferir.
    Acho que irei abrir uma conta no exterior como o colega acima descreveu, assim não pago taxas bananês….
    Abraço.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s