PIB – problemas intensos no Brasil

A taxa de juros referencial é um poderoso instrumento de política monetária. Porém, a teoria clássica de economia deve ser adaptada e interpretada para cada economia individual, dosar intensidades, conhecer a formação básica dos agentes, individualização de indicadores que compreendem o conjunto da economia em questão. Desta forma, nenhuma economia é diferente das demais, mas cada instrumento de política monetária deve ser adequado ao momento e às características específicas de cada país, para sabermos como e quando aplicá-las. O governo brasileiro mexe demais e mexe mal. Atua com frequência e perde o foco do problema. Dá péssimas amostras de ineficência e uma falta de continuidade à política monetária, deixando investidores sempre na dúvida do que virá pela frente. Desta forma, aplica métodos econômicos sem adequação à nossa realidade e sofre de um problema comum a muitos países e incorre em erros que impedem nosso crescimento. O maior deles é o de não observar qual o nosso problema específico e usar um remédio comum a todos. Enfim, nosso PIB não cresce, nossa economia não cresce, a inflação sobe muito, o poder de compra do brasileiro desaparece. Se estivéssemos em um curso de graduação na nossa vida real, o governo tiraria 10 em Marketing e 0 em economia. Em efeito, nosso problema número 1 é a péssima distribuição de renda. Isso torna a redução de juros ineficiente para fazer a economia crescer. Problema número 2: o governo é muito gordo, cobra muitos impostos e não produz riqueza, não reverte este dinheiro em investimentos reais para a economia crescer. Problema número 3: Não há crescimento real pela instabilidade e incapacidade dos responsáveis pelas diretrizes econômicas do país, que mudam as regras com muita frequência e geram mais dúvidas do que certezas, desta forma, afastando investimentos reais que gerariam riqueza, distribuição de renda através de criação de empregos com maior valor agregado. Problema número 4: Não há investimento real em educação, os cursos disponíveis ainda formam funcionários para empresas, nada além disso. Assim, nosso PIB não cresce, por pura ineficência do governo, que usa de forma errada os instrumentos de política monetária e sobrecarrega a economia com sua polítca fiscal. Nosso PIB cresce apenas 0,7% em 2012 e será ainda menor em 2013.

This entry was posted in Mundo estranho and tagged , , . Bookmark the permalink.

4 Responses to PIB – problemas intensos no Brasil

  1. CLAUDIO says:

    RICARDO, ONDE APLICO MEU DINHEIRO ENTÃO? SE O PIB DE 2013 VAI SER PIOR, E A INFLAÇÃO MAIOR, O QUE FAÇO?AS EFS (FUNDOS DE ACOES) SÃO UMA SAÍDA? LCI? TESOURO? OU COMPRO DÓLAR? ABRAÇOS!!

  2. J.R. Vensan says:

    Aplique no México. Abraços, JR

  3. SIMONE says:

    como aplicar no méxico aqui no br

  4. Charles says:

    Mas perae, até 6 meses atras ouviamos em unissono que a economia brazuca crescia com bases solidas.
    Hoje, dia 30/12/2012 pela manhã, na Globo News, O Milson da Nobrega e mais dois economistas da FGV criticaram fortemente o governo mas previram crescimo do PIB em 2013 em 2,9% e 3,2% respectivamente, pois um deles preferiu não opinar.
    Eu, particularmente, acredito que o ano será marcado pela conscientização geral de que estamos em crise, explosão da bolha de credito e imobiliaria, desemprego em massa e percepção de que o brasileiro estava vivendo uma situação de embriaguez coletiva imaginando estar o eldorado enquanto a caldeira já estava esquentando a água…

    Incrivel como enganaram uma nação por tanto tempo e tudo com a conivencia dos mal intencionados aliado a esperteza tipica tupiniquim. Ninguem é inocente nem coitadinho nessa estoria.

    Eu era conhecido como o espalha roda… Mas para minha surpresa as pessoas tem me procurado para falar sobre o assunto e pedir minha opinião para as besteiras que fizeram enquanto desdenhavam de mim.

    Estou literalmente assistindo de camarote com pipoca e coca cola…hehe

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s