Sem chover no molhado… A coisa está feia…

Se olharmos para trás, seis anos se passaram da mega crise dos sistema em 2008 e nada de efetivo foi feito para consolidar os mercados, ara corrigir os erros e podermos andar para a frente. O sistema financeiro mundial está em frangalhos. Um bandalheira de atitudes abusivas onde o setor produtivo foi prejudicado e quase esquecido em detrimento de operações especulativas por parte de muitos, e, muitos que são muito grandes para ter visão e decisão sobre fluxos de capital.
O mundo gira sobre coisas reais e criamos alternativas de hedging para proteger variações indesejadas sobre os preços das coisas reais. Os especuladores são parte importante deste processo pois sem eles, não haveria liquidez necessária para as coisas reais serem hedgeadas (palavra incorporada ao português…). Porém, nos últimos tempos, a parcela de especulação dos mercados cresceu exponencialmente enquanto as coisas reais cresceram organicamente. Assim, tem muito mais especulação do que hedgers e isto se tornou uma dança das cadeiras…
Modelos econômicos supostamente modernos, esquecemos dos básicos da criação de riqueza baseado no tripé econômico clássico e funcional, indústria, agricultura e serviços.
Tudo funciona até parar de funcionar pela perda de credibilidade e estamos vendo isso hoje. Governos se esqueceram sua própria função e cresceram mais do que a própria economia dos países, mais do que a iniciativa privada que o sustenta. Gastam mais do que arrecadam e usam o mercado de capitais não como medidas de balizamento para a economia, mas para sustentar seus gastos abusivos que fogem a essência de reguladores e administradores da economia de um país. Viraram monstros em si mesmos e estão estrangulando a possibilidade de uma economia sustentável em prol da riqueza das nações, que geram estabilidade para a inciativa privada produzir, vender e consumir com dinheiro próprio, com geração de empregos, com crescimento educacional, com geração de valor.
Depois, temos a briga de hegemonia de moeda de transações internacionais, que geram fluxos de informações valiosas sobre fluxos de capital no tabuleiro internacional. A fragilidade do modelo econômico atual está causando uma disputa gigantesca no planeta e está expondo os problemas diariamente.
A criação de riqueza de hoje está sendo feita através de alavancagem e especulação, não sobre produção, geração de riqueza através do crescimento econômico sustentado, com geração de empregos com distribuição de renda. Está se afunilando e estamos próximos de um colapso deste sistema para podermos regressar as coisas reais. As bolsas estão instáveis e voláteis, mercados devem continuar a cair.

This entry was posted in Mundo estranho. Bookmark the permalink.

2 Responses to Sem chover no molhado… A coisa está feia…

  1. Helder says:

    E enquanto isso, por aqui, perde-se milhões diariamente com infra-estrutura deficiente. E a educação indo pelo ralo do descaso.

  2. Pingback: Sem chover no molhado… A coisa está feia… | HBK Consultoria

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s